O Sete Artes agora é site!

O Sete Artes agora é site!
Clique na imagem para acessar notícias sobre artes visuais

Tragédia na Região Serrana

Até o momento, 631 pessoas morreram na Serra; Soma de desalojados e desabrigados ultrapassa 13,8 mil

Balanço parcial foi divulgado na noite deste domingo. Nova Friburgo, Teresópolis e Petrópolis são os locais mais atingidos



O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral decretou estado de calamidade pública nos municípios de Nova Friburgo, Teresópolis, Petrópolis, Bom Jardim, São José do Vale do Rio Preto, Sumidouro e Areal, atingidos por uma tromba d'água na última terça (11). Cabral também decretou luto oficial por sete dias no estado. O número de mortos na Região Serrana não para de aumentar. Até a noite deste domingo (16) eram 631 mortos.

De acordo com o balanço parcial divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civil o local com maior número de vítimas é Nova Friburgo, com 287 mortos. Teresópolis contabiliza 269 mortos e Petrópolis (Itaipava) e Sumidouro, 56 e 19 mortos, respectivamente.

Segundo a Defesa Civil, em Petrópolis são 3.600 desalojados e 2.800 desabrigados. Teresópolis, 960 desalojados e 1.280 desabrigados. Em Nova Friburgo, 3.220 desalojados e 1.970 desabrigados.

Previsão de chuva para a região

O tempo instável agrava a situação no local. Aeronaves que prestam socorro não conseguem sobrevoar a área. Na madrugada deste domingo, um novo deslizamento soterrou três pessoas em Itaipava. De acordo com informações do Climatempo, a chuva deve permanecer até terça-feira.

Segundo informações do Coronel James Barros, comandante do 11º BPM (Nova Friburgo), existem pelo menos 20 bairros completamente isolados na Região Serrana. Ele contou ao jornal O Globo, que é impossivel saber a extensão da catástrofe:
"A situação está muito crítica. É impossível saber a extensão da catástrofe. Ainda existem muitos locais isolados. Há pontos em que avalanches levaram famílias inteiras e não tem quem reclame os corpos. Na minha equipe estão atuando vários policiais que perderam parentes. Um deles perdeu o pai e a mãe. Todos os dias, meus homens chegam para ajudar a resgatar corpos e acabam chorando a perda dos seus."
Saiba como ajudar.

Imagem: Reprodução Internet/ G1 - Tássia Thum
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Arquivo

Mais populares

Popular na semana