Por dentro do Museu Imperial

Museu Imperial participa de reunião anual da ANPED*


O diretor do Museu Imperial, Maurício Vicente Ferreira Júnior, irá representar a instituição na 34ª Reunião Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPED), a convite da comissão organizadora. O evento ocorrerá em Natal (RN), de 02 a 05 de outubro.

Maurício participará da sessão especial intitulada “Patrimônio e memória: artes de guardar”. Na mesma mesa, estarão ainda as professoras Maria Cristina Menezes, da UNICAMP, e Maria do Carmo Guedes, da PUC-SP. A professora Maria Teresa Santos Cunha, da UDESC-SC, será a coordenadora do debate.

Para mais informações sobre o evento, acessehttp://34reuniao.anped.org.br/.

* Texto: Assessoria de Imprensa do Museu Imperial

Por dentro do Museu Imperial

Museu Imperial e Aliança Francesa oferecem concerto gratuito de pianista francês*


Amantes da música erudita poderão desfrutar do concerto gratuito de um dos mais importantes pianistas franceses da atualidade. No dia 2 de outubro, domingo, às 16h, Philippe Cassard fará uma apresentação especial no Museu Imperial, com um repertório de Franz Schubert.

Formado em 1982 pelo Conservatório Nacional Superior de Música de Paris, Cassard acumula prêmios e apresentações ao lado de grandes nomes ao longo de sua carreira, além de 24 álbuns lançados desde 1988. Foi ainda convidado de importantes orquestras, como a Filarmônica de Londres, a Orquestra Nacional da Franca e a Filarmônica de Budapeste, entre outras.

Além de pianista, Cassard é jornalista, produtor e grande conhecedor de música, sendo autor de ensaios como a biografia de Schubert, publicada pela editora francesa Actes Sud. Por isso, durante as apresentações, o público poderá também conferir comentários sobre as obras e conhecer um pouco mais sobre a música erudita.

O espetáculo, realizado em parceria com a Aliança Francesa, tem entrada gratuita. Os convites podem ser retirados na bilheteria do Museu até o horário do evento.

SERVIÇOS

Concerto de Philippe Cassard
Data: domingo, 02 de outubro de 2011 – 16h
Local: Sala da Batalha de Campo Grande - Museu Imperial
Informações: (24) 2245-4668 e (24) 2245-8962
Entrada franca – retirada de convites na bilheteria do Museu Imperial

Museu Imperial
Endereço: Rua da Imperatriz, 220 – Centro – Petrópolis, RJ
Telefones: (24) 2245-5550 / (24) 2245-5560

*Texto: Assessoria de Imprensa do Museu Imperial

Programação/ Exposição (Vilar dos Teles)



Programação/ Exposição

Perfil/ Andressa Frugoli

Pisando em flores
por chandra santos


Foto: Marcello Palhais/ Diário de São Paulo
Quem passa por algumas ruas em São Paulo não corre mais o risco de cair num buraco. Isso porque ele está bem visível graças ao trabalho da artista plástica Andressa Frugoli. Há meses ela vem pintando flores coloridas nas ruas esburacadas.

“Acredito que desde sempre - como toda criança criativa e ou ativa - eu desenhava em tudo: papel, móveis, paredes... O que aliás, continuo fazendo”, diverte-se Andressa, “Comecei afrequentar ateliês e oficinas de arte aos 11 anos e nunca mais parei.”

Foto: Priscilla Flórido
Graduada em artes, Andressa possui um currículo vasto: “Me graduei em letras, gestão escolar el icenciatura do ensino superior, dei aulas por dez anos, pois ganhei bolsas de estudo, mas nunca deixei de pintar. A formação acadêmica em artes só veio agora em 2010”, conta Andressa em entrevista exclusiva ao Sete Artes.

“Os trabalhos são como filhos e é difícil escolher um, mas o que ganhou maior destaque por parte do público foi a intervenção urbana 'Buracos em Flor'”, confirma Andressa, que está realizando uma série de pinturas para a primeira exposição individual, que acontecerá em dezembro desse ano.

Andressa vê com bons olhos a questão da arte no Brasil e no exterior: “Considero que estamos em um excelente momento, artistas novos sendo valorizados aqui e lá fora”, e frisa, “mas ainda falta muito, tanto por parte de iniciativas políticas, como por parte das galerias e do público. Porque temos muitos artistas maravilhosos, que estão no anonimato e outros caíram no esquecimento. Costuma-se 'viciar' em determinados artistas, sempre os mesmos nas galerias, leilões e bienais, com raras exceções. É um círculo bem fechado, não abrem os olhos para novos talentos. Espero continuar presenciando mais mudanças.”

Obras na Vila Madalena, SP
Por enquanto, o site de Andressa está em construção. Mas, é possível encontrá-la nas redes sociais, em especial no Facebook.



Perfil/ Roberto Bellonia

Roberto Bellonia: A arte de fotografar a arte

por chandra santos



O fotógrafo Roberto Bellonia iniciou a carreira em Petrópolis, cidade localizada na região serrana do Rio de Janeiro. “Meus primeiros trabalhos foram para uma coluna social que havia no jornal, com o colunista Dudu Garcia. Nós cobríamos os eventos sociais da cidade”, relembra Roberto que trabalhou no Diário de Petrópolis, em 1976.

Atualmente, ele trabalha com fotografia de eventos ligados à arte em geral. “isso inclui cobertura de vernissages, catálogos e portraits de artistas”, explica Roberto para em seguida destacar, “um trabalho importante nessa área foi o livro da coleção Paulo Geyer, que hoje pertence ao Museu Imperial de Petrópolis. Outro  marco importante na minha carreira são os trabalhos para a Galeria Rembrandt, do renomado galerista Ricardo Kimaid, um dos maiores conhecedores de arte no Brasil.”

Entre os clientes do fotógrafo estão galerias, revistas nacionais e internacionais, artistas novos e antigos, alunos da EAV Parque Lage, antiquários, colecionadores e restauradores de objetos de arte, como por exemplo a loja “Ao Faz Tudo”, que há mais de 100 anos restaura relíquias.

Bellonia estudou em Paris e especializou-se em arte nos Estados Unidos, trabalhando na HW Gallery,uma das mais importantes galerias americanas. “Lá tive oportunidade de fotografar o acervo de Roberto Rauschemberg, artista do expressionismo abstrato e do pop art”, conta.

O artista revela ainda seus projetos: “um dos projetos atualmente é o acervo da Galeria Rembrandt eoutro é um livro de fotos para a empresa Wilson, Sons, que estamos começando afazer sobre as aves marinhas brasileiras”. 

Perguntado sobre a questão da fotografia no Brasil, Bellonia é direto: “o Brasil não deve nada a nenhum país, temos aqui fotógrafos maravilhosos”, e prossegue, “aqui a fotografia digital tumultuou um pouco o mercado, pois amadores invadiram o mercado profissional sem nenhum estudo ou preparação. Mas ainda tem aqueles que reconhecem um bom trabalho feito com qualidade e carregado de anos e anos de dedicação e experiência.”

Para conhecer mais sobre o artista acesse www.bellonia.com.br.



Rock in Rio

Cuidado com ingressos falsos

Reportagem  publicada no site da Veja Rio, hoje (25), mostra que cambistas estão agindo na Cidade do Rock. E o pior: vendendo ingressos falsos. De acordo com a publicação: "É preciso ficar de olho no layout do ingresso. O papel do original foi feito especialmente para o festival e é coberto por película plástica com desenhos holográficos. O tíquete tem ainda hologramas, código de barra e tinta anticópia. O desenho de uma guitarra também ocupa a parte da frente do ingresso verdadeiro. No falso, a imagem do instrumento é falhada. E na parte do código de barras, os números ficam cobertos por uma tinta prateada, que é a forma mais fácil de identificar o tíquete falsificado."

Cultura

Ainda dá certo!
Nos últimos dias, um evento vem chamando atenção no Facebook. Trata-se do Casais que Venceram o Tempo - Movimento Pró-Família. De acordo com o texto de divulgação, o objetivo é mostrar que o casamento tradicional ainda é uma instituição que dá certo: "No mundo em que vivemos muito se destaca os casamentos que deram errado, a violência nos lares e as traições. Pouco se fala dos casais que venceram o tempo e permanecem juntos. Casais que mesmo com todas as turbulências dos tempos modernos, resistem aos problemas, superam as dificuldades e tornam-se exemplo para as novas gerações."



O evento está marcado para o próximo dia 3, segunda-feira às 18h30, no PALÁCIO PEDRO ERNESTO, na Cinelândia.

Outras informações: marciomottarj@gmail.com ou (21)7856-5769.

Programação/ Música

Jay Vaquer em Bangu

A Lona Cultural Hermeto Pascoal será palco de um show super esperado: "Umbigobunker!?"
 do cantor Jay Vaquer. O evento acontece no próximo dia 7, a partir das 21h. Já estão a venda as entradas: R$ 12,50 (meia), R$ 20,00 (antecipado) e R$ 25,00 (inteira).

Mais informações: (21) 3332-4909.
 
A Lona Cultural Municipal Hermeto Pascoal foi criada em 1997 para oferecer aos moradores da zona oeste do Rio de Janeiro shows, espetáculos de teatro, dança e cinema, além de cursos, palestras e oficinas de teatro infantil e adulto, violão, cavaquinho, percussão, capoeira e desenho.

"Diversos artistas consagrados pela crítica e pelo público já realizaram apresentações na Lona Cultural Municipal de Bangu, que tem como patrono um antigo ilustre morador do bairro, o músico e instrumentista Hermeto Pascoal." 
A Lona Hermeto Pascoal fica em Bangu: Praça 1º de Maio, s/n

Programação/ Exposição

Programação/ Exposição (São Paulo)

Programação/ Exposição

Programação/ Exposição (São Paulo)

Programação/ Exposição (São Paulo)

Programação/ Exposição (Portugal)

Programação/ Exposição

Exposição fotográfica no Imaculada

O Imaculada Bar-Galeria Rio promove até o dia 10 de outubro, a exposição Fernando Morgado - Viagem pelo Mundo atráves das lentes.

A mostra exibe, pela primeira vez, os MOMENTOS de Fernando em uma viagem pelo mundo com a sensibilidade das lentes. "São dezenas de imagens capturadas de forma estudada ou mesmo ao acaso, revelando ângulos pouco comuns de lugares talvez já visitados por você".

O Imaculada Bar-Galeria fica no Morro da Conceição: Ladeira João Homem, 7

Programação/ Fotografia

Programação/ Exposição (São Paulo)

Direto do Facebook



Programação/ Exposição

Rosana Ricalde na Cosmocopa Arte Contemporânea

Música

Para os fãs de Amy Winehouse

Passados quase três meses da morte de Amy Winehouse, as manifestações de carinho continuam e os discos da artista voltaram a figurar entre os mais vendidos. Com o objetivo de reunir um acervo com informações publicadas sobre Amy Winehouse e sua obra, foi criado o grupo Amy Winehouse insubstituível no Facebook. Participe!!!


Cursos

Por dentro do Museu Imperial

Hoje!!


Palestra na Casa de Cláudio de Souza fala sobre imprensa feminina do início do século XX*

Cláudio de Souza foi um importante escritor e dramaturgo brasileiro, tendo presidido a Academia Brasileira de Letras em duas ocasiões (1938 e 1946). Mas uma face sua que poucos conhecem é o seu grande entendimento sobre o universo feminino, que esteve presente em suas obras literárias, peças teatrais e artigos.

O maior exemplo dessa face é a sua colaboração na Revista Feminina, que circulou entre 1914 e 1936, na qual escrevia sob o pseudônimo de Anna Rita Malheiros. A publicação, que pertencia à irmã de Cláudio de Souza, chegou a vender 20 mil exemplares na década de 1920, quando a média de revistas de grande circulação era de 10 mil. Grande parte desse sucesso se devida aos artigos de Anna Rita, da qual não se descobriu a verdadeira identidade até o término da revista.

É sobre esse tema que a professora e pesquisadora paulista Sandra Lúcia Lopes Lima falará no dia 23 de setembro, na Casa de Cláudio de Souza/Museu Imperial. A palestra “Cláudio de Souza e a Revista Feminina” terá início às 18h30, com entrada gratuita.

O público poderá conferir ainda a exposição “O olhar feminino na literatura de Cláudio de Souza”, que aborda não somente sua participação na Revista Feminina, mas todos os aspectos de sua vida e obra que possuem relação com as mulheres. A mostra está aberta à visitação de terça a sexta-feira, das 11h às 18h, mas, no dia 23, poderá ser visitada no horário da palestra.

Em seguida, às 20h, a noite será fechada com o concerto “Mulheres, Museus e Memória”, no qual o conjunto Anima e Cuore da Universidade Católica de Petrópolis (UCP) irá apresentar um repertório formado por compositoras mulheres.

A programação da Casa de Cláudio de Souza faz parte da 5ª Primavera dos Museus, que acontece em todo o país e tem como tema “Mulheres, Museus e Memórias”. Além dos eventos da Casa, o Museu Imperial promove ainda exposições, uma mostra de cinema e outras atividades na instituição. Para a programação completa da Primavera, acesse www.museuimperial.gov.br.

A Casa de Cláudio de Souza fica na Praça da Liberdade, 247, Centro, Petrópolis. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail mimp.casaclaudiodesouza@museus.gov.br ou pelo telefone (24) 2245-3418.

SERVIÇOS

Palestra “Cláudio de Souza e a Revista Feminina”
Data: 23 de setembro de 2011 – 18h30
Local: Casa de Cláudio de Souza - Praça de Liberdade, 247, Centro, Petrópolis
Telefone: (24)2245-3418
Entrada Franca

5ª Primavera dos Museus
Datas: de 19 a 25 de setembro de 2011
Locais: Museu Imperial e Casa de Cláudio de Souza
Informações: www.museuimperial.gov.br

Museu Imperial
Endereço: Rua da Imperatriz, 220 – Centro – Petrópolis, RJ
Telefones: (24) 2245-5550 / (24) 2245-5560

Visitação: de terça a domingo, das 11h às 18h
Jardins: de terça a domingo, das 8h às 18h

Preços:
Adultos: R$ 8,00
Estudantes, professores e maiores de 60 anos: R$ 4,00
Menores de 7 anos e maiores de 80: gratuito
Moradores de Petrópolis e petropolitanos, às quartas-feiras e no último domingo do mês: gratuito

*Texto: Assessoria de Imprensa do Museu Imperial

Por dentro do Museu Imperial


Museu Imperial inaugura exposição de retratos femininos*

No âmbito da 5ª Primavera dos Museus, o Museu Imperial inaugura nesta terça-feira, 20 de setembro, uma mostra temporária. A exposição se insere na temática da Primavera dos Museus deste ano, “Museus, mulheres e memórias”, e apresenta retratos femininos que compõem o acervo da instituição.

Os retratos apresentam mulheres não pertencentes à família imperial, entre elas baronesas, viscondessas, senhoras da aristocracia, anônimas e aquelas que por muito tempo foram “esquecidas”. Nesse sentido, destaca-se a “Nhozinho no colo da mucama”, de autor desconhecido, que retrata o menino Luis Pereira de Carvalho e sua mucama Catarina. Assim, a exposição permite observar as figuras femininas e como eram retratadas no Brasil do século XIX.

A mostra faz parte do circuito de exposição do Museu Imperial e está inserida no valor do ingresso para visitação ao palácio, que custa R$ 8,00 (inteira) e R$ 4,00 (meia). O horário de visitação é de terça a domingo, das 11h às 18h.

5ª Primavera dos Museus

Além da mostra temporária, a 5ª Primavera dos Museus conta com outras atividades no Museu Imperial e na Casa de Cláudio de Souza. Entre elas, está a exposição virtual “Mulheres, Museu Imperial e memória”, que pode ser acessada no portal www.museuimperial.gov.br. São cerca de 60 fotografias e ilustrações que apresentam as mulheres no acervo e na história do Museu Imperial.

Entre os dias 20 e 22 de setembro, acontece também a 1ª Mostra de Cinema e História do Museu Imperial. Com sessões às 15h e às 19h, a mostra oferece exibições de filmes e debates com cineastas, historiadores e pesquisadores. Entre os destaques estão os cineastas Vladimir Carvalho e Silvio Tendler, que serão os convidados dos dias 20 e 22, respectivamente, às 19h.

Na Casa de Cláudio de Souza, a programação girará em torno da presença do universo feminino nas obras desse escritor e dramaturgo. A exposição “O olhar feminino na literatura de Cláudio de Souza” abordará não somente seus livros, mas também seus artigos para a Revista Feminina, na qual escrevia sob o pseudônimo de Anna Rita Malheiros. A exposição, inaugurada em 20 de setembro, pode ser visitada gratuitamente de terça a sexta, das 11h às 18h.

Ainda inserida nessa temática, na sexta-feira, 23, a professora e pesquisadora Sandra Lúcia Lopes Lima apresentará a palestra “Cláudio de Souza e a Revista Feminina”, às 18h30, com entrada franca. Em seguida, às 20h, haverá o concerto “Mulheres, museus e Memória”, com o conjunto Anima e Cuore da Universidade Católica de Petrópolis.

SERVIÇOS

Mostra temporária “Mulheres, museus e memórias”
Data: a partir de 20 de setembro de 2011
Horários de visitação: de terça a domingo, das 11h às 18h
Local: Museu Imperial
Ingressos: R$ 8,00 (inteira) e R$ 4,00 (meia)

5ª Primavera dos Museus
Datas: de 19 a 25 de setembro de 2011
Locais: Museu Imperial e Casa de Cláudio de Souza
Entrada franca

Museu Imperial
Endereço: Rua da Imperatriz, 220 – Centro – Petrópolis, RJ
Telefones: (24) 2245-5550 / (24) 2245-5560

*Texto: Assessoria de Imprensa do Museu Imperial

Programação/ Exposição

Por dentro do Museu Imperial


Silvio Tendler encerra 1ª Mostra de Cinema e História do Museu Imperial*
Karl Schurster e Silvio Tendler no debate durante a Mostra

Na noite da última quinta-feira, 22 de setembro, o cineasta Silvio Tendler foi aplaudido de pé pelo público da 1ª Mostra de Cinema e História do Museu Imperial. Na ocasião, foi exibido seu documentário “Utopia e Barbárie” (2010), seguida de um encontro com Tendler, no qual ele conversou com os participantes sobre seus filmes e sobre a relação entre Cinema e História.

“Utopia e Barbárie” apresenta um panorama desde o pós-Segunda Guerra Mundial até os dias de hoje, período marcado por revoluções e ideologias, mas também por violências e ditaduras. No filme, são abordadas questões como Hiroshima, o Holocausto, as revoluções socialistas e as ditaduras na América Latina, entre outras.

Um dos aspectos interessantes do documentário é o fato de ser narrado em primeira pessoa. Segundo o próprio Tendler, isso constituiu em um desafio. “Eu sempre quis fazer filmes históricos, mas não com uma história abstrata, e sim ancorada em personagens. Então, foquei em presidentes da República, o que foi o caso dos filmes sobre Juscelino Kubistchek e Jango. Em seguida, saí dos presidentes, mas continuei com personagens, como o cineasta Glauber Rocha e o geógrafo Milton Santos. Em Utopia e Barbárie, eu não tinha um personagem para ancorar a história, então, pela primeira vez, tive a coragem de me colocar como personagem e contar a história em primeira pessoa”, explicou.

O cineasta, que também é historiador, ressaltou a importância dessa relação entre Cinema e História, que pautou sua carreira. “Cinema e História sempre foram minhas duas paixões. Então, percebi que a História brasileira pode resultar em ótimos filmes”.

O mediador do debate, o historiador e professor Karl Schurster, concordou e destacou que “a relação do Cinema com a História é a de uma arte que veio alertar a História sobre como ela sempre foi conservadora. O cinema foi um alerta de que História é movimento”.

Encerrando a noite, o diretor do Museu Imperial, Maurício Vicente Ferreira Júnior, falou sobre a importância das discussões levantadas ao longo da Mostra. “Para alguns, pode parecer estranho que o Museu Imperial, que tem como atribuição regimental tratar de um certo período histórico, abrigue uma mostra de cinema que trata de questões contemporâneas. Mas é preciso lembrar que o imperador d. Pedro II levantou questões sociais que não estão resolvidas ainda hoje”, lembrou. “O Museu é um local de preservar a memória, mas também de projeção para o futuro. Estamos trabalhando no sentido de transformação, de construir algo melhor”.

A 1ª Mostra de Cinema e História do Museu Imperial foi realizada de 20 a 22 de setembro, com exibições de filmes, palestras, debates e encontros com cineastas. O evento fez parte da programação da 5ª Primavera dos Museus, que vai até domingo com atividades em museus de todo o país.

*Texto: Assessoria de Imprensa do Museu Imperial

Programação/ Exposição

Programação/ Artes Visuais

Mostra de Claudio Aun é prorrogada

Um dos maiores artistas surrealistas brasileiros, Claudio Aun prorrogou a sua exposição no Centro Cultural dos Correios até 13 de novembro.

Não deixe de conferir!!

Sobre a mostra, clique aqui.

Programação

Programação

Programação/ Festival

O Piraí Fest vem aí


A 10ª edição do Piraí Fest será realizada entre 13 e 17 de outubro na cidade de Piraí, no sul do estado do Rio de Janeiro. Consagrado como um dos mais importantes festivais de cultura e gastronomia do Estado, a programação deste ano conta uma série de novidades, visando dar mais comodidade e tranqüilidade ao público. 
A relação de shows musicais, todos gratuitos, como sempre inclui apresentação para todos os gostos: música gospel, pagode, axé e bandas regionais animam a festa. Entre os confirmados, André Valadão, Alexandre Pires, Serjão Loroza, Tuca Fernandes (ex-Jamil), Martinho da Vila, Quizomba, Sururu na Roda e Paula Fernandes.
 
Novidades
De acordo com informações da assessoria de imprensa da Prefeitura de Piraí, “outra novidade da 10ª edição do Piraí Fest é que as grandes choperias ficarão concentradas apenas no Centro de Eventos. Mas, este ano, haverá venda de chope também nas barracas instaladas nos demais locais do evento.”
De acordo com a Comissão Organizadora do Piraí Fest, “a decisão de levar para o Centro de Eventos, na Vila das Palmeiras, parte da programação que ocorria no centro da cidade tem por objetivo facilitar o trânsito de pessoas nas ruas, dar-lhes mais comodidade, tranqüilidade e segurança. Com o crescimento do público do festival – cerca de 100 mil no ano passado -, as pessoas tinham dificuldade de locomoção, principalmente nas proximidades das choperias.”
Gastronomia
Na parte de gastronomia, já estão confirmados os chefs dos dois Festins, realizados anualmente na Casa de Visita da Light, em Ribeirão das Lajes, com reserva de convite.  Entre os participantes, os chefs Rodrigo Oliveira, do restaurante Mocotó, de São Paulo; Daniela Martins, do Lá em Casa, de Belém do Pará; o francês Roland Villard, do Lê Pré Catalan, do hotel Sofitel de Copacabana; Teresa Paim, do Terreiro da Bahia; Damien Montecer, do Térèse, de Santa Teresa; e Chico & Alaíde, com seu cardápio de bolinhos, entre eles o Maravilhosa Piraí, feito especialmente para o Piraí Fest.

Programação/ Literatura

Por dentro do Museu Imperial


Museu é finalista no prêmio O Melhor de Viagem e Turismo*

O Museu Imperial é um dos cinco finalistas na categoria “Museu” do prêmio “O Melhor de Viagem e Turismo”. Concedida pela revista Viagem e Turismo, a premiação ocorre a partir da escolha dos leitores.

Entre os finalistas da categoria, o Museu Imperial é o único do estado do Rio de Janeiro, concorrendo com a Pinacoteca do Estado de São Paulo, o Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (MASP), o Museu da Língua Portuguesa e o Museu Paulista da USP - Museu do Ipiranga, todos em São Paulo. É ainda a única unidade do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram)/Ministério da Cultura a concorrer.

"Figurar entre os finalistas do prêmio 'O Melhor de Viagem e Turismo' é a confirmação de que o Museu Imperial permanece como um dos destinos preferidos no imaginário do povo brasileiro. O imperador d. Pedro II aprovaria o roteiro de viagem", afirma Maurício Vicente Ferreira Jr., diretor do Museu.

O resultado será divulgado no dia 19 de outubro, em uma cerimônia no Morro da Urca, Rio de Janeiro. O prêmio possui um total de 23 categorias para atrações no Brasil, oito para o exterior e duas híbridas.

*Texto da Assessoria de Imprensa do Museu

Programação/Exposição

Por dentro do Museu Imperial


SERVIÇOS
 1ª Mostra de Cinema e História do Museu Imperial
Data: de 20 a 22 de setembro de 2011 – 15h e 19h
Local: Cine Teatro Museu Imperial - entrada pelo Bosque do Imperador
Entrada franca

5ª Primavera dos Museus
Data: de 19 a 25 de setembro de 2011
Programação do Museu Imperial: www.museuimperial.gov.br
Entrada franca

Museu Imperial
Endereço: Rua da Imperatriz, 220 – Centro – Petrópolis, RJ
Telefones: (24) 2245-5550 / (24) 2245-5560

Visitação: de terça a domingo, das 11h às 18h
Jardins: de terça a domingo, das 8h às 18h

Preços:
Adultos: R$ 8,00
Estudantes, professores e maiores de 60 anos: R$ 4,00
Menores de 7 anos e maiores de 80: gratuito
Moradores de Petrópolis e petropolitanos, às quartas-feiras e no último domingo do mês: gratuito
 * Texto assessoria do Museu Imperial

Por dentro do Museu Imperial

Casa de Cláudio de Souza bate recorde de visitação *



*Texto da assessoria de imprensa do Museu Imperial

Na última quinta-feira, 08 de setembro, a Casa de Cláudio de Souza/Museu Imperial bateu seu recorde de visitantes diários. Na data, 30 pessoas puderam conferir a exposição que retrata a vida do escritor e dramaturgo Cláudio de Souza em Petrópolis.

A Casa de Cláudio de Souza foi aberta à visitação pública em julho de 2011, após um período de restauro e montagem da exposição. Além de uma recriação dos cômodos da casa em que viveu o escritor, com móveis e objetos originais, o espaço também oferece uma biblioteca com obras de autoria de Cláudio de Souza e que a ele pertenceram, incluindo obras raras.

A edificação foi doada ao Museu Imperial em 1956 pela viúva do escritor, dona Luiza, e, em 1964, foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). No espaço, funcionam ainda as sedes das Academias Petropolitanas de Letras e de Educação, da Academia Brasileira de Poesia – Casa de Raul de Leoni e do Instituto Histórico de Petrópolis.

A casa está aberta à visitação de terça a sexta-feira, das 11h às 18h, com entrada gratuita. Já a biblioteca pode ser consultada das 13h30 às 17h30. Para mais informações, entre em contato pelo e-mail mimp.casaclaudiodesouza@museus.gov.br ou pelo telefone (24) 2245-3418.

Programação

Forte de Copacabana receberá espaço cultural em 2012

 SERVIÇO:
Apresentação do projeto do Espaço Cultural Rondon
Data: 14 de setembro
Horário: 12h30
Local: Forte de Copacabana



 Na próxima quarta, dia 14, às 12h30, haverá um almoço para autoridades, mídia, formadores de opinião e potenciais patrocinadores para divulgar o projeto Espaço Cultural Marechal Rondon - uma parceria da Associação Brasileira de Telecomunicações (ABTELECOM) com o Forte de Copacabana. O objetivo do projeto é homenagear Marechal Rondon e isso se dará por meio de quatro iniciativas: O Espaço Cultural Marechal Rondon, Trilhas de Rondon, Cine Rondon e Relendo Rondon.
De acordo com informações da assessoria, "o Projeto Espaço Cultural Marechal Rondon é prioritário, está em andamento, e visa a implantação no Forte de Copacabana, no Rio de Janeiro, de um Espaço exclusivo para reverenciar a memória, no Brasil de um de seus maiores filhos e heróis, reunindo o acervo existente no próprio Museu do Exército, também localizado no Forte de Copacabana, além de material físico, documental, histórico e informacional adicional decorrente das pesquisas a serem realizadas.  A iniciativa prevê a criação, ainda, do Museu Tecnológico de Telecomunicações, contendo informações e elementos essenciais sobre a evolução histórica do Setor, sob o olhar do Patriarca das Comunicações Brasileiras. Para a ABTELECOM, as principais motivações para o projeto são a importância militar e cidadã de Rondon, como imagem de reconhecimento e repercussão nacionais; a importância de Rondon no desenvolvimento das telecomunicações como ferramenta de integração nacional, e a relevância do Forte Copacabana como poderoso ambiente de exposição e promoção da imagem, da vida e dos valores do Marechal Rondon."
 A inauguração do Espaço Cultural Marechal Rondon, com o segmento do Museu Tecnológico de Telecomunicações, está prevista para o dia 5 de maio de 2012 (Dia das Comunicações).

Por dentro do Museu Imperial

Biblioteca infantil oferece atividades em comemoração ao Dia da Árvore



Esse mês a biblioteca infantil Rocambole, do Museu Imperial, oferece diversas atividades voltadas para o público escolar. Os temas das oficinas e rodas de leitura são "inspiradas no Dia da Árvore (21 de setembro) e tratarão de temas ligados à natureza e ao meio ambiente", conforme informou a assessoria do Museu. Todas as atividades são gratuitas e devem ser agendadas previamente pelas escolas através do telefone (24) 2245-7735.


Confira a programação:*



Dias 14 e 28, às 15h: “Hora do Conto” com o livro “Jardins”, de Roseana Murray.

"A obra remete, em poesia, para um mundo repleto de cores e aromas da natureza, estimulando os sentidos e nos transportando para uma relação mais profunda com a terra, as plantas, as árvores e os pássaros. A leitura será seguida de oficina criativa com a educadora Alaíde Guedes."


 Dia 21, Dia da Árvore, às 15h:Co ntação de história e dramatização do conto “A árvore que não queria morrer”, do cancioneiro popular.

"A história resgata todo o potencial imaginário de um reino semântico onde a vida de uma árvore é contada na primeira pessoa. Após a representação do conto, haverá uma oficina com Alaíde Guedes, na qual o grupo irá construir a sua própria árvore, onde as mãos de cada criança serão, não somente as construtoras, como também as folhas dessa árvore."


Dia 23, às 13h30: “Oficina de brincadeiras em contato com a natureza”.

"Desde sempre, os espaços exteriores e os jardins se constituem como espaços de recreação por excelência, ampliando também os “corredores de liberdade” concedidos às crianças para suas brincadeiras, essenciais para um saudável desenvolvimento da sua relação com os demais e com o meio ambiente. Resgatando atividades lúdicas e tradicionais ao ar livre, a atividade convida um grupo de crianças a experimentar esse momento lúdico-pedagógico."



Dia 30, às 14h: “A árvore, nossa amiga”.

"Após a leitura do poema “As árvores são amigas”, retirado do cancioneiro popular, haverá um jogo criativo de memorização do poema com recurso à construção do texto musicado. Em seguida, serão realizadas propostas de exploração do tema, a partir do diálogo e da reflexão coletiva sobre a temática da preservação do meio ambiente e da sustentabilidade. "




Horário de Funcionamento: de quarta a sexta-feira das 9h às 12h (leitura espontânea, consultas e empréstimos) e das 14h às 17h (atividades escolares agendadas). Outras informações aqui.


* Texto da assessoria do Museu Imperial 

Pesquisar este blog

assine nossa newsletter!