Pular para o conteúdo principal

Artes Plásticas/ Pintura/ Biografia

Frida Kahlo: a arte da superação

por chandra santos

''Pinto a mim mesmo porque sou sozinha e porque sou o assunto que conheço melhor.''
Frida Kahlo

Imagem: Autoria Desconhecida

Quem acessou a página principal do Google - que está com um doodle especial - ou acessou o Twitter - cuja Tag #FridaKahlo está no topo dos TT's mundiais - já sabe que hoje é uma data especial. Há 103 anos nascia a pintora mexicana Magdalena Carmen Frieda Kahlo y Calderón. Para comemorar a data, o Sete Artes presta uma homenagem a artista publicando sua biografia.


Doodle na página inicial do Google homenageia a artista
Imagem: Reprodução de Internet

Vida Pessoal

Frida nasceu na cidade de Coyoacán, no México, em 06 de julho de 1907. Filha de um alemão e de uma indígena espanhola, a artista foi criada em uma família de muitos irmãos, teve a vida marcada por tragédias e encontrou na arte uma forma de sobreviver.

Em 1913, com apenas seis anos de idade, contraiu Poliomielite. A doença deixou sequelas e por isso Frida  começou a usar saias longas - o que mais tarde se tornaria sua marca pessoal. Anos mais tarde, já com 18 anos, o bonde em que viajava chocou-se com um trem. Frida ficou gravemente ferida. De acordo com dados presentes na Wikipedia
"O pára-choque de um dos veículos perfurou as costas de Frida, atravessou sua pélvis e saiu por sua vagina. Tal acidente fez a artista ter de usar vários coletes ortopédicos de materiais diferentes, chegando inclusive a pintar alguns deles (por exemplo o colete de gesso na tela intitulada "A Coluna Partida"). Por causa desta tragédia, fez várias cirurgias e ficou muito tempo acamada." 

Obra "A coluna partida": tela foi pintada durante o período em que Frida ficou no hospital

Imagem: Reprodução de Internet/ Frida Kahlo

Foi nesse período que ela começou a pintar com um cavalete adaptado à cama. Suas obras retratam seu sofrimento e sua dor em diferentes momentos. Por causa do acidente ficou impossibilitada de ter filhos de parto normal e os médicos recomendaram que evitasse engravidar. Mesmo assim, a mexicana tentou por duas vezes e sofreu abortos naturais. Como seu isso tudo já não fosse traumatizante demais, teve um casamento conturbado com o pintor muralista Diego Riviera.

No dia 13 de julho de 1954 Frida foi encontrada morta. No atestado de óbito consta embolia pulmonar como causa. A artista havia contraído pneumonia na época. Mas, há outras hipóteses para sua morte. Frida, de acordo com dados da Wikipedia, tentou suicídio diversas vezes com facas e martelos e acredita-se, por causa da última frase que escreveu em seu diário, que ela tenha se matado. Já os pesquisadores, com base no laudo da biópsia, suspeitam que ela tenha sido envenenada por uma das amantes de Diego.

Obras

Obra "As duas Fridas": retrata a amizade imaginária da artista com uma menina da mesma idade

Imagem: Reprodução de Internet/ Frida Kahlo

Mesmo com o pai pintando quadros nas horas vagas, Frida não descobriu seu talento cedo. Um dos sonho dela era ser médica. Mas, por causa do acidente isso não aconteceu. Em contrapartida, tornou-se uma das pintoras mais famosas do mundo. Em suas obras há dor e sofrimento, mas também há a afirmação da identidade nacional mexicana por meio de elementos do folclore e da arte popular.

"Em 1938 André Breton qualifica sua obra de surrealista em um ensaio que escreve para a exposição de Kahlo na galeria Julien Levy de Nova Iorque. Não obstante, ela mesma declara mais tarde: "pensavam que eu era uma surrealista, mas eu não era. Nunca pintei sonhos. Pintava a minha própria realidade." ", cita um parágrafo da Wikipedia.

Em 1958, a residência da artista, conhecida como "Casa Azul", transformou-se no Museu Frida Kahlo.

Se você ficou curioso para saber mais sobre a artista, pode seguir o perfil do Museu dedicado a ela no Twitter e assisitir ao filme "Frida" (2002), que traz Salma Hayek interpretando a artista.
  • Veja mais obras de Frida aqui.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

A origem do Modernismo brasileiro, por chandra santos

"Abaporu": obra deu origem ao Movimento Antropofágico
Imagem: Tarsila do Amaral
As ideias surrealistas vieram para o Brasil na década de 1930 e foram absorvidas pelo movimento Modernista. A pintora Tarsila do Amaral e o escritor Ismael Nery foram os mais influenciados. Além deles, a escultora Maria Martins, o pintor pernambucano Cícero Dias, o poeta Murilo Mendes e os escritores Aníbal Machado e Mário Pedrosa também acrescentaram elementos surreais em suas obras.
A Semana de 22 foi o ápice do movimento Modernista no Brasil. Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Víctor Brecheret, Plínio Salgado, Anita Malfatti, Menotti Del Pichia, Guilherme de Almeida, Sérgio Milliet, Heitor Villa-Lobos e Tarsila do Amaral são algumas das personalidades que estiveram presentes no evento ocorrido nos dias 13, 15 e 17 de fevereiro no Teatro Municipal de São Paulo. Considerada um marco na arte brasileira, por propor a ruptura com o passado, a Semana de 22 revolucionou a Literatura, a música, a pin…

"A Aventura Surrealista", por chandra santos

Já está à venda o livro "A Aventura Surrealista" , do ensaísta e artista plástico Sergio Lima. A obra conta a história e a influência do surrealismo na arte moderna brasileira, entre 1901 e 1920.
Quem se interessou pelo tema, pode adquirir a publicação anterior, de 1995, que aborda as vertentes formadoras do movimento surrealista. O artista pretende lançar mais duas obras: uma sobre os anos 1921-30 e outra com antologia do surrealismo no Brasil.

Imagem: Reprodução de Internet




Feliz Dia do Amigo

O Sete Artes deseja a todos um Feliz Dia do Amigo!!!!






 (Clique para ampliar)
Saiba a origem da data aqui.

Siga @chandrasantos no Twitter e retuíte frases de amizade para os seus amigos!
Imagem: Autoria Desconhecida





Curiosidades

O que são Belas Artes?
por chandra santos
Definir arte é uma tarefa complexa, que varia de acordo com as transformações culturais e o contexto histórico. Segundo o filósofo Charles S. Peirce, fundador da Semiótica, a principal função das artes é expressar os estados de consciência humana. Partindo dessa definição, terapeutas e psicólogos passaram a usá-las como parte de tratamentos. A psiquiatra brasileira Nise da Silveira fundou o "Museu de Imagens do Inconsciente" com obras feitas por seus pacientes durante a terapia ocupacional.

São consideradas Belas Artes: Arquitetura; Pintura; Escultura; Música; Literatura; Teatro e Dança; e Cinema. A divisão e o termo foram criados pelas academias de arte europeias, no século XVII, com o objetivo de separar as artes em duas classificações. Segundo artigo publicado na Wikipédia, eram consideradas, até o século XIX, como artes "superiores" as Belas Artes e como artes "inferiores' as Artes Aplicadas.

"As belas arte…

Programação/ Artes Visuais (SP)

Exposição PARAISO na Galeria André

Entre os dias 16/08 e 11/09, a Galeria André recebe a mostra PARAISO, inciando um novo ciclo do centro cultural. Participam da mostra André Crespo, Clarice Gonçalves, Eduardo Kobra, João César de Melo, Luiza Ritter, Marco Stellato, Paulo Queiróz, Rafael Resaffi e Rodrigo Cunha. A mostra tem curadoria de Sônia Skroski.
De acordo com release recebido pelo Sete Artes: "Artistas novos foram procurados com empenho, indicações, visitas aos ateliers, análise de obras, um verdadeiro garimpo. E desta procura foram selecionados 9 artistas que farão parte da exposição PARAISO. O tema abrange além do que nossa imaginação pode chegar. Os artistas vão expor obras inéditas, criadas especialmente para a mostra. A escolha dos artistas demonstra jovialidade das obras e dos artistas. O tema foi escolhido para proporcionar aos artistas uma performance peculiar e densa dentro do universo de cada um."
Conheça: texto: Assessoria de Imprensa da Galeria André
André Cresp…